Cinéfilo, eu?!

Sempre amei cinema. Nunca gostei de ser chamado de cinéfilo.

Qualquer amigo, colega, conhecido ou passante sabe, em poucos minutos de conversa comigo, que eu falo bastante sobre filmes. Muito mesmo. Assim, é inevitável que volta e meia eu tenha que responder a pergunta:

“Você é cinéfilo?”

Até bem pouco tempo minha resposta seria:

“Cinéfilo, eu? Não…” e já gastava um monte de argumentos para explicar porque eu não era cinéfilo, mas só um cara que gostava de filmes e coisa e tal.

A negação tão enfática ocorria porque, a bem da verdade, o título de “cinéfilo” nunca me agradou. Parecia-me uma daquelas coisas complicadas, de pessoas muito eruditas, que gostam de atribuir características psicológicas às coisas. Como enólogos e suas frases “esse pinot noir é extremamente ousado, com toques contidos de ostentação”.

Eu não queria parecer um sommelier de filmes em busca da pipoca gourmet.  Eu só gostava de assistir a filmes e conversar sobre eles. Isso não era nada tão complicado assim. Nenhum filme possuía uma nota frutada ou um sabor amadeirado. Eu não era a pessoa que deixava de assistir a um filme popular, ou, como dizem, um filme pipoca, porque só dava valor às obras da nouvelle vague.

O problema é que discutir sobre cinema é, surpreendentemente, um assunto de pouco sucesso nas rodinhas de temas aleatórios. Qualquer pessoa consegue travar aquele bate papo interessante sobre os últimos filmes, quais ela gostou ou não. Mas evoluir daí é difícil. Depois de um tempo a conversa sobre cinema costuma se transformar numa reiteração de gostos pessoais, uma procissão de filmes que a pessoa achou “legal”.

Sinceramente, vou dar uma dica. O pior xingamento que se pode dar para um filme é chamá-lo de “legal”. “Legal” é nada. É vazio. Não é nem opinião pessoal. É aquela coisa que você diz quando não quer dizer o que acha. Dá para chamar até “Transformers” de legal.

(Brincadeira, Transformers não consegue ser nem legal. Ele é chato, o oposto semântico, igualmente vazio de sentido)

Assim, para evoluir minha opinião sobre filmes e conseguir dizer que eles são mais do que “legais”, tentei aprender mais um pouco sobre cinema.  Entender o que fazia um filme mais interessante do que outro.

Cinema é uma linguagem. Acreditamos que, por termos uma dieta a base de produtos audiovisuais desde criança, somos plenamente proficientes nessa linguagem. Mas aprender a assistir a um filme é uma tarefa que exige um pouco mais de esforço do que pode parecer, exigindo alguma leitura e estudo.  E, depois das leituras, vieram as muitas horas conversando sobre filmes com “meus amigos da Internet”. Aquela gente maluca que vive dentro do meu notebook coração.  Eles mesmos, os outros integrantes do Cineclube dos Cinco.

Já no prefácio do primeiro livro que li sobre cinema, “A linguagem cinematográfica”, Marcel Martin convidava à leitura todos os amadores do cinema. Não amadores como pessoas incompetentes para serem profissionais, mas amadores no sentido literal do termo. Pessoas que amam o cinema. O convite foi extremamente gentil, pois fez uma distinção fundamental para mim e afastou do termo “cinéfilo” (aquele que ama cinema), qualquer esnobismo que poderia existir.

Portanto, hoje respondo a pergunta de maneira mais tranquila. Sou cinéfilo? Sim. E isso não significa que eu seja um chato que dispensa qualquer filme porque ele não se enquadra em um ideal abstrato de arte distante que só uma meia dúzia de iniciados alcança. Na verdade, exatamente ao contrário. Ser cinéfilo significa, na maior parte das vezes, apreciar mais um filme e, por consequência, gostar ainda mais dele. Não é um exercício de exclusão, mas de acréscimo.

E, claro, nunca falar que um filme é legal.

Anúncios

Uma resposta em “Cinéfilo, eu?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s