Lista do filme 26

No texto de apresentação do blog, contamos como o nosso clube funciona: discutimos um filme escolhido de acordo com uma lista elaborada por um dos participantes. Todos têm a sua vez.

Com o tempo, passamos das listas aleatórias às listas temáticas, uma mais legal do que a outra. Filme escolhido, havia uma certa tristeza em deixar os outros para trás. Por isso, resolvemos compartilhar nossas listas com vocês.

Começaremos pela minha: Filmes com mulheres protagonistas cuja história não seja sobre relacionamentos amorosos.

Chegar ao tema foi um pouco complicado. Num primeiro momento, pensei em escolher filmes de acordo com o Teste de Bechdel, mas todos os escolhidos por mim ao longo da minha participação no clube passaram no teste. A propósito, se vocês não o conhecem, a explicação:

Anita Sarkeesian em “The Bechdel Test for Women in Movies”.

Se as legendas em português não aparecerem, clique no quarto ícone, da direita para a esquerda.

Depois eu pensei em filmes que, além de passarem no teste, deveriam ter uma protagonista mulher. Desses mesmos que escolhi, apenas um não tem. Enfim, cheguei a “Filmes com mulheres protagonistas cuja história não seja sobre relacionamentos amorosos” e selecionei cinco:

4 meses, 3 semanas e 2 dias (4 luni, 3 saptamâni si 2 zile), Cristian Mungiu, 2007
Romênia comunista de 1987, duas amigas, uma delas fará um aborto e será ajudada pela outra. Apenas isso e tudo isso. O diretor conseguiu olhar de fora sobre um assunto que ele, sendo homem, jamais compreenderá em sua totalidade. E as críticas que li, todas escritas por homens, não entenderam algo crucial do filme. É uma porrada com sutileza, difícil de explicar.

Sonata de Outono (Höstsonaten), Ingmar Bergman, 1978
Depois de vários anos, uma filha recebe a visita de sua mãe, uma famosa pianista. Dirigido por Ingmar Bergman e protagonizado por Ingrid Bergman e Liv Ullmann, não é preciso dizer muita coisa. O que move a ação são os diálogos, algo que o cinema tem abandonado e as séries têm resgatado. Além disso, esse embate entre mãe e filha vem de longe.

Thelma e Louise (Thelma & Louise), Ridley Scott, 1991
Duas amigas resolvem viajar juntas sem dar satisfação para ninguém. Parece algo muito simples, mas nem sempre foi assim. Elas realizam o que muitas mulheres ainda não conseguem: não dizer para onde vão, beber juntas no bar, transar com quem quiser. Claro que não é tudo lindo, muita coisa acontece, mas é um filme libertador.

Tomates verdes fritos (Fried Green Tomatoes), Jon Avnet, 1991
Acompanhamos duas mulheres do presente e duas mulheres do passado se tornando amigas, e essa amizade sendo a base da vida de todas elas. Além disso, os relacionamentos aparecem de uma outra maneira, eles podem ser responsáveis por muita tristeza e sofrimento na vida das mulheres. É lindo e de uma imensa delicadeza.

Tudo sobre minha mãe (Todo sobre mi madre), Pedro Almodóvar, 1999
Depois de muita insistência, no aniversário de 17 anos do filho, uma mulher decide contar quem é o pai dele. Uma tragédia acontece e toda uma rede de amparo, amizade e afeto entre várias mulheres se forma. Não conheço outro filme que fale sobre as mulheres de maneira tão significativa, mas estamos falando de Almodóvar, o único diretor 100% aprovado no Teste de Bechdel (como vocês podem ver aqui). Só podia ter vindo dele um filme tão importante sobre nós.

Escolhido: 4 meses, 3 semanas e 2 dias (4 luni, 3 saptamâni si 2 zile), Cristian Mungiu, 2007.

* * *

A partir da nossa próxima lista, nós abriremos a votação para os leitores. Sim, vocês escolherão qual filme vamos discutir!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s